A Tribo também escreve Vida de Freelancer

parar e fugir

Não é preciso fugir para longe nem durante muito tempo, mas às vezes é mesmo preciso fugir. E quando digo fugir é fugir àquela rotina de estar sempre a ver emails, a planear o trabalho, a pensar em prioridades, enfim. E esta Páscoa fugi para Lisboa [nao foi preciso ir mais longe] e Lisboa está diferente de dia para dia, há coisas novas, mais pessoas na rua, mais alegria. Por isso fugimos e andámos perdidos em Lisboa, almoçámos às 4 da tarde num sítio giro, subimos ruas em Lisboa que desconhecíamos, vimos o por do sol no Torel, voltámos a descer ruas desconhecidas, fomos ao Chiado lanchar e voltámos a casa.
Cais da Pedra mesmo à beira rio, sossegado, grande e bom para os mais pequenos.
Esplanada do Torel para fugir aos miradouros cheios de turistas.

2 Comentários
Artigo Anterior
21 Abril, 2014
Artigo Seguinte
21 Abril, 2014

2 Comentários

  • melody

    O Cais da Pedra é do melhor para esses almoços tardios. Também conheci o espaço assim, num ímpeto do momento. E que óptima surpresa que foi! 🙂

Deixar comentário

Relacionados

Instagram

Instagram did not return a 200.

Follow Me!